Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Prà Vida Real

Blog de Ana Calha. Sobre Diálogo que nos aproxima. Uns dos outros.

Prà Vida Real

Blog de Ana Calha. Sobre Diálogo que nos aproxima. Uns dos outros.

Talvez Vocês Queiram Falar de Outras Coisas

Do-you-want-to-talk.gif

Escrevo e partilho sobre o que tenho estudado e vivido sobre como melhor comunicarmos, nos entendermos e respeitarmos. Mas será que quem lê tem outras preocupações? Aqui estou sentada desejosa se poder contribuir mas o que me apetece é ouvir. Ler as experiências das pessoas desse lado e o que vos incomoda profundamente sobre o contacto e a comunicação com os outros.

 

Do you want to talk?

 

 

 

 

 

 

 

Follow

Tentar demais

Totalmente-Demais.jpg

Chega!

Ou será que chega?

Posso tentar de novo.

Ainda tenho esperança.

Ou talvez não.

Talvez já não haja nada aqui.

 

Nunca vamos saber. Ou será que sim? Educada a ser a criança lutadora que tanto atingiu na vida, que jamais desistiu dos seus sonhos, descobri nos últimos anos o reverso da moeda de ser dedicada, esforçada e perseverante.

 

Ao longo da vida vamos vivendo e tendo sinais que, se estivermos atentos, nos mostram aquilo que nos está a magoar. Lembro-me de, há muitos anos, estar a acompanhar um grupo de pessoas que julgava precisarem de apoio meu e alguém me dizer "És obstinada". Foi a primeira vez que senti na pele a crítica aos meus esforços. Percebi na altura que havia uma diferença entre ser determinada - que tesouro isto tem sido na minha vida - e não considerar as necessidades dos outros, o tempo dos outros, ouvir os outros. Foi duro mas comecei então a reflectir sobre o lado prejudicial de ser uma verdadeira guerreira.

 

Mais recentemente, compreendi outro elemento da obstinação, do TENTAR DEMAIS. Magoa-nos. Muito tempo. Percebi que precisamos de tentar um cuidado tão delicado conosco mesmos para não levarmos à letra ideias como "nunca desistas". 

 

Com o aumento do respeito por mim, pelo que preciso para respeitar quem sou e deixar os outros livres, estou tão contente de estar a aprender a DEIXAR IR. Só aceitar o que sabe bem no coração e na pele. Não aceitar nada menos.

 

Isto de sermos lutadores tem que lhe diga.

 

 

 

 

 

Follow